Caso não consiga visualizar corretamente esse e-mail, copie e cole o link em seu navegador: http://www.glassecviracon.com.br/bv/38/index.html
  GlassecViracon SETEMBRO 2016 / EDIÇÃO Nº 38  
   
 
 
 
Novos mercados e desafios
 
O processo de vendas internacionais da GlassecViracon teve início há pouco mais de um ano e os resultados começam a surgir. Uma equipe de vendas altamente capacitada está divulgando no mercado mundial a marca e os produtos da empresa, que no momento compete em mais de vinte países localizados nas Américas, Ásia e Oceania.
 
Segundo o diretor Comercial Marcelo Martins, a expectativa de ampliar os negócios no plano internacional é grande. Confira a entrevista em que ele nos fala mais sobre essa experiência.
 
 
Como você avalia o primeiro ano de vendas internacionais?
Esta vivência tem sido muito gratificante, as diferenças culturais, arquitetônicas e exigências técnicas têm nos desafiado e enriquecido muito o nosso conhecimento. Este universo tem nos levado a um novo patamar de competitividade. Para estarmos qualificados na realidade global, é necessário ofertar a correta solução ao projeto, com dinâmica, eficiência e excelência — e estas são buscas contínuas nos diversos setores da nossa empresa. Por enquanto firmamos negócios em seis países, e a expectativa de ampliação das atividades no curto e médio prazo é grande.
 
Que medidas foram implantadas para se adequar às demandas internacionais?
Passamos por uma etapa de adaptação para ajustar processos e controles a fim de atender às exigências globais, como o atendimento às normas ASTM, a rastreabilidade e controle de produção, a disponibilidade de vidros processados em grandes dimensões, lead-time ajustado ao projeto, logística e acondicionamento únicos para cada local e projeto. Também estamos produzindo materiais de comunicação, amostras e mock-ups configurados com a linguagem e a realidade do local do projeto, entre outras ações.
 
Como tem sido a aceitação dos clientes internacionais aos produtos da GlassecViracon?
O retorno que temos recebido dos clientes que já receberam os nossos produtos é excelente, inclusive na Ásia, o que fortalece a aceitação e a expansão dos nossos negócios nesses locais.
 
 
A aplicação do vidro arquitetônico no Brasil está alinhada com as demandas globais?
Neste ponto percebemos um imenso espaço a avançar no Brasil, a nossa cultura se baseia na aplicação de vidros laminados e sem tratamento térmico. Salvo exceções, temos utilizado vidros low-e de excelente desempenho, mas processados de maneira incompleta, abrindo mão da baixa emissividade, que somente no insulado pode ser aproveitada. Podemos perceber que há uma grande oportunidade de melhoria, visto que, mesmo considerando as diferenças culturais, no mundo todo o vidro tem sido aplicado na plenitude de suas potencialidades, com uso massivo de insulado e vidro processado, quase nunca recozido (annealed).
 
Quais as características de um desses projetos que você qualifica como exceção na aplicação plena do vidro no Brasil?
O projeto Camargo Corporate Towers, em São Paulo, tem certificação Leed Platinum porque atende a todas as exigências de sustentabilidade em nível global. As torres foram envelopadas com vidros insulados laminados de controle solar, que respondem plenamente a requisitos técnicos e estéticos de primeira ordem. A questão é: por que isso acontece de maneira tão pontual?
 
Isso ocorre apenas por questões mercadológicas ou existem outros fatores?
O Brasil precisa se olhar como nação, a economia de recursos é vital e precisamos trabalhar nas duas pontas, investimento em tecnologia de fontes renováveis e economia de recursos. É uma questão que envolve responsabilidade e sustentabilidade, investimento no futuro. Nós da GlassecViracon produzimos vidros que oferecem conforto e economia de recursos, condições que atendem as necessidades tanto no Brasil quanto no exterior. Nossa expectativa é que, com o passar do tempo, passemos a adotar no Brasil padrões mais elevados, utilizando todas as vantagens dos vidros de alto desempenho e correto processamento para cada tipo de aplicação.
 
 
Construção sustentável
 
Vidros insulados são considerados a solução mais verde do mercado porque oferecem:
 
  • Redução do consumo de energia elétrica.
  • Atenuação acústica.
  • Ambientes seguros e saudáveis, devido à alta transmissão de luz natural com baixa reflexão.
  • Maior valorização da edificação.
  • Retorno financeiro sobre o investimento.
  • Administração eficiente.
 
 
 
 
  Site Facebook Twitter YouTube Linkedin E-mail GV   Imprimir VERSÃO PARA IMPRESSÃO
PUBLICADO POR GLASSECVIRACON • DIRETORIA DE MARKETING: Claudia Mitne • APOIO: Lais Gomes • DIAGRAMAÇÃO:
Arbore Editoração • CONTEÚDO: Auris Produções e Comunicações • JORNALISTA RESPONSÁVEL: Silvana Afram (MTb 14.950)
Para que sua mensagem não caia na caixa de SPAM, adicione contato@glassecviracon.com.br à sua lista de contatos.